A economia brasileira poderá ter a pior década em, pelo menos, 120 anos, segundo um estudo publicado hoje pela FGV (Fundação Getulio Vargas). Entre 2011 e 2018, a economia brasileira cresceu, em média, 0,6% ao ano, de acordo com o estudo, que considerou dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O país pode ter seu desempenho, entre 2011 e 2020, abaixo, inclusive, do registrado nos anos 1980, a chamada “década perdida”. Na década de 1980, a economia cresceu, em média, 1,6% ao ano. Para a década atual não ser a pior em termos de crescimento econômico, 2019 e 2020 deve ter crescimento somado de, pelo menos, 5,7%, “o que parece bastante improvável”, diz o estudo.

Se for considerada a previsão de economistas para o PIB (Produto Interno Bruto) em 2019 (2,01%) e 2020 (2,8%), o Brasil chegará ao final desta década com crescimento médio de 0,9% ao ano. Esse resultado é o pior pelo menos desde 1901, ano em que a FGV começou a medir o PIB brasileiro.

“Então podemos concluir que os anos 2011-20 foram mais ‘perdidos’ do que a chamada ‘década perdida’ dos anos 1980”, afirmou a FGV. Últimos 4 anos foram os piores O desempenho da economia brasileira nesta década foi pior nos últimos quatro anos (de 2015 a 2018), período que estiveram na Presidência Dilma e Temer.

Fontes:
Texto https://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2019/03/25/brasil-pib-decada-perdida-estudo-fgv.htm
Imagem http://candidolourencon.com.br/wordpress/?p=2284