Receita monitora até redes sociais para evitar sonegação

RECEITAFEDERALNeste último dia de entrega da declaração de Imposto de Renda Pessoa Física, o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, recomenda que o contribuinte tome cuidado com o preenchimento das informações, já que a fiscalização da Receita utiliza cada vez mais bases de dados, incluindo novos acordos para recebimento de dados de outros países e as populares redes sociais.

“As redes sociais são uma fonte bastante rica para a fiscalização, não só para o Imposto de Renda quanto para questões de aduana. São informações de inteligência, indícios, não são elementos para selecionar contribuintes”, completou.

Segundo Rachid, a Receita está ampliando a rede de acordos com outros países para o fornecimento de informações sobre bens e movimentações de recursos de brasileiros, como os Estados Unidos e países do G-20. Até as 17h desta quinta-feira, 30, a Receita Federal recebeu 26.782.844 declarações de Imposto de Renda Pessoa Física sem intercorrências nem problemas no sistema.

A expectativa é que o número de declarações entregues chegue a 27,5 milhões – no ano passado, foi de 26,9 milhões. “O programa transcorreu conforme planejado e pode ser considerado um sucesso”, avaliou. O prazo para o acerto com o leão termina às 23h59 de hoje, exceto na cidade de Xanxerê (SC), onde, por causa do tornado que atingiu a cidade na semana passada, o limite foi prorrogado para 31 de julho.

Neste ano, 37.377 declarações foram entregues com certificado digital, 50 mil foram enviadas por dispositivos móveis e 35 mil contribuintes usaram a opção da declaração pré-preenchida (com dados já informados pela Receita). O pico de recebimento até agora foi entre as 16h e as 17h de hoje, quando o órgão recebeu 259.424 declarações.

Quem não entregar a declaração dentro do prazo ou quiser fazer alguma retificação poderá acessar o sistema novamente a partir de 8h de segunda-feira. O contribuinte que se atrasar na entrega das informações pagará multa mínima de R$ 165,74. No passado, foram 450 mil declarações em atraso e 550 mil retificadoras.

Fonte: Exame
Link: http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/receita-monitora-ate-redes-sociais-para-evitar-sonegacao