financiamento-de-projetos-1Vocês devem se lembrar do personagem Seu Pantaleão, criado por Chico Anysio —  uma criatura divertida, um grande contador de lorotas e mentiras, sempre tendo a  seu lado a cumplicidade da esposa, Terta, que assinava embaixo de todas as  barbaridades que ele dizia.

Ao que tudo indica, de uns tempos para cá alguns profissionais andam imitando  Seu Pantaleão além do que mandam o juízo e o bom senso. As mentiras não combinam  com a responsabilidade do ambiente corporativo. Elas criam ruídos de comunicação, estragam a relação chefe-subordinado e geram  mais conversinhas à beira da máquina de café. Mentiras são quase sempre  demonstração de falta de coragem e de comprometimento.

Sou favorável àquele ditado que diz que “a melhor mentira é sempre a verdade”.  Se você está ocupado com alguma tarefa que tem prazo para ser entregue e exige  concentração para ser feita, que tal dizer a sua secretária exatamente isto: que  ela avise que, pelos próximos minutos, você não poderá ser interrompido, mas que  tão logo seu trabalho seja concluído você retornará ao chamado. Não é bem melhor do que aquele famoso e já manjado “o sr. fulano está em  reunião!”?

Se outro departamento depende de algo que está sob seus cuidados e que não vai  ser terminado a tempo, que tal não enrolar e dizer a verdade? Pense que, com  ela, os colegas que dependem de seu trabalho podem se reprogramar e planejar o  que precisa ser feito em um prazo diferente.

Use suas horas extras acumuladas para eventuais ausências do trabalho: pense que  coisa feia é inventar uma doença ou, ainda, ocupar o tempo de um médico com a  única e exclusiva finalidade de conseguir um atestado de mentira ou uma falsa  licença médica. Quem costuma agir dessa maneira não tem nenhum direito de se indignar com as  coisas feias que andam acontecendo em nosso país. A mentira e a omissão estão  por trás de boa parte dos escândalos de corrupção que assolam o Brasil.

Mentira tem pernas curtas. Cedo ou tarde o mentiroso acaba sendo descoberto.  Antes de inventar uma desculpa qualquer para fugir de um compromisso, considere  ser sincero e explicar os motivos pelos quais você não pode atender à demanda de  um colega ou de um chefe. Gente madura, que sabe olhar além do próprio umbigo,  sempre assina embaixo de seus atos e escolhas. Isso sim é que é ser chique.

Fonte Exame.abril.com.br