Segundo declarações do ministro Barroso do STF, em 2017, o Brasil tinha 98% de todas as ações trabalhistas do mundo. No ano de 2016, foram aproximadamente 3.900.000 processos. Após a reforma trabalhista houve uma redução de 36,5% no número de processos, mas o Brasil ainda tem mais processos trabalhistas do que todo o resto do mundo somado.

Situações como esta geram o famoso “Custo Brasil”. Benefícios que muitas vezes parecem favoráveis aos trabalhadores acabam encarecendo os custos de produzir no Brasil. Estes custos maiores são repassados para os preços de todos os produtos e serviços que consumimos. Para piorar, quando o custo de produzir no Brasil fica mais alto do que o de trazer o mesmo produto do exterior, fábricas são fechadas aqui, seus trabalhadores são demitidos e o desemprego aumenta. Com desemprego alto, os salários caem.

Em resumo, os direitos trabalhistas que supostamente protegeriam os trabalhadores acabam gerando preços mais altos, desemprego maior e salários mais baixos.

 

Fonte: https://www.facebook.com/isenseealbuquerque/photos/a.284122248589034/767270313607556/?type=3&theater

Imagem e dados: Empreendedorismo na prática
Fonte: https://www.facebook.com/isenseealbuquerque/photos/a.284122248589034/767270313607556/?type=3&theater