Problemas no Facebook durante a política? Seus problemas acabaram!

Muitas pessoas atualmente tem-se deparado com um problema sério no que ser refere às suas amizades no Facebook  rede social muito popular pelo mundo).

Na época de campanhas eleitorais então, este problema tem se agravado porque as pessoas perderam a educação, a classe e de quebra, o equilíbrio mental.

 Teu Facebook é teu castelo e você tem o direito de postar nele o que você quiser. Conheço pessoas que nunca comentam em perfis alheios, mas sempre são acometidas por algum comentário “sem noção’ de alguém intolerante.

Para que você possa emitir a tua opinião, sem precisa desfazer tua amizade virtual, vão aqui algumas dica preciosas:

01 – Como bloquear comentários na postagem?

Para desativar os comentários na sua própria publicação ou em uma publicação em um grupo que você administra ou modera siga:
  1. Encontre o post que você deseja desativar os comentários.
  2. Clique no menu de três pontos;
  3. Em seguida, selecione “desativar comentários” (ou o contrário).

02 – Como desativar publicações de outras pessoas no teu perfil?

Para ativar ou desativar publicações de outras pessoas:
  1. Clique em Configurações na parte superior da Página.
  2. Em Geral, clique em Publicações do visitante.
  3. Clique para escolher entre as opções Permitir que os visitantes da Página enviem publicações e Desativar publicações de outras pessoas na Página.

03 – Como bloquear comentários de uma pessoa especificamente?

Para isso, basta definir quem pode visualizar o seu “post”. Na prática, sempre que publicar algo clique no botão de “Público” e seleccione a opção “Personalizado”. No campo “Não partilhar isto com:” adicione o nome do amigo (ou lista de amigos) do qual irá ocultar as suas publicações.
Lembrando que nesta opção de bloquear apenas uma ou algumas pessoas para que não vejam tua publicação, a publicação tem que estar no modo “Somente amigos”.

Espero ter ajudado para que você continue tendo um bom relacionamento interpessoal com todos os teus amigos virtuais.

Abraços!

Beatriz Iolanda Peixoto de Freitas
Economista