Seja uma pessoa educada – Parte 02: Nas tuas visitas

Caríssimos amigos,

Continuando a falar sobre visitas e como se deve proceder em uma delas, principalmente sendo em um empreendimento, casa de amigos ou familiares, creio que muitas dúvidas surgem ao longo da análise e meditação à respeito do assunto.

Uma coisa que noto sempre é quando a visita (e geralmente são as visitas que não seguem aquele mandamento de que visitas devem ser rápidas) devido ao fato de que as pessoas visitadas geralmente tem mais o que fazer e precisam otimizar o seu tempo assim como todos na atualidade é que o visitante dá-se ao trabalho de perguntar: “Estou atrapalhando?”, tenha a certeza de que está atrapalhando muitíssimo sim!!!… O que achas que vais ouvir se fizer uma pergunta dessas? Achas que o visitado vai dizer a verdade mais sincera e responder: “Está me atrapalhando deveras e eu sou uma pessoa que tem mais o que fazer.”

Com o passar dos anos a tendência é de cada vez mais as pessoas trabalharem em casa, devido às facilidades como internet. E algumas pessoas não entendem que o horário de trabalho é sagrado.  A pessoa às vezes cedeu um pouquinho do seu tempo para te dar atenção por você ser uma pessoa querida, mas não abuse, porque assim vais deixar de ser uma pessoa querida bem rapidinho

Se quiser encontrar uma pessoa para uma coisa demorada, então que marque em local que não seja a empresa ou casa da pessoa. Marque em um café, caso seja para discutir negócios ou no mais outros assuntos, pois assim, quando a pessoa sentir que está na hora dela, ela mesma dirá a ti que tem que ir embora e não dependerá da tua “boa vontade” de ser mancar e ir embora da casa ou escritório dela.

Muitas pessoas talvez não reparem, mas deixam de ser convidadas a frequentar casas e escritórios por causa da “folga” em demasia. Uma amiga me disse que sempre recebia uma visita pela manha para o café, mas que a pessoa se estendia até o almoço e ia ficando. Ela tinha que fazer as coisas dela e acabava por atrasar tudo. Resultado: Não convidou mais e quando a pessoa se oferecia ela desconversava. Não se pode esperar mais que isso. Quem é dono de casa sabe da dificuldade.

Eu não me estendo em visitas principalmente após as 22 horas e convenhamos, o que falta na atualidade é “desconfiômetro”. Para teres um  parâmetro de quanto tua visita já chegou ao ponto de ser inadequada em casa ou escritório alheio, não se demore (em hipótese nenhuma), mas do que 1 HORA. Creio que esta é a quantidade de hora ideal.

Outra coisa também é ficar falando de política, futebol, religião… Nossa… Como tem gente chata nesse mundo! Tem gente que traça verdadeiras teses sobre esses assuntos que me deixam com sono. Esses aí eu realmente não faço questão nenhuma de receber.

Enfim, para garantir que não é visita chata, nunca se convide a ir em escritório ou casa de ninguém… se quiser, marque num restaurante ou café para matar as saudades de teus amigos ou falar de negócios. Assim você não perde o teu tempo e principalmente, não fica empatando o tempo dos outros.

Em breve darei mais dicas…

Dias produtivos à todos!

Economista Beatriz Iolanda Peixoto de Freitas.