O amargo mundo dos ovos de Páscoa

ovos-de-páscoa-foto-7Por Beatriz Iolanda Peixoto de Freitas

Chegou a Páscoa e com ela os consumidores desesperados em adquirir os ovos de chocolate à disposição. Namorados, pais, amigos… Todos querendo comprar o que consideram representação de profunda amabilidade e consideração.

Vendo a reportagem na televisão sobre os preços exorbitantes dos ovos de Páscoa, surpreendeu-me a grande procura, mesmo por ovos menores, da população em relação ao produto, digamos, caro (pra não dizer roubo). Um ovo de chocolate de pouco mais de 300 gramas custa em média R$40,00 (quarenta reais).

Pergunto-me: Quem, em sã consciência, compraria 300 gramas de chocolate por R$40,00? Pois vos respondo: pessoas sem  mínimo de senso econômico.

Existem ainda (além do preço) outros contras em comprar chocolate (usei o exemplo das crianças para ilustrar, mas pode ser elevado a categoria de pessoas adultas como namorados, parentes e amigos etc…):

01 – Vai estimular o consumismo no seu filho, pois o pequeno vai reparar que tu acompanhas a mídia e é afetado por ela.

02 – Vai “detonar” a dieta do seu filho, pois, convenhamos, qualquer pai/mãe/responsável que se preze, neste mundo onde a obesidade já virou problema de saúde pública, não estimularia o consumo de doces.

Pensando em tudo que foi dito pergunto: Vale a pena comprar ovos de páscoa?

Mesmo o chocolate vendido em tabletes ficou mais caro por causa da mídia. Então sugiro esperar (já que não aguentas segurar o teu dinheiro no teu bolso e a obsessão de ter um ovo de páscoa é mais forte que ti, compra-o depois que passar a Páscoa pois aí vai ter ovo de páscoa sobrando, e por um preço mais convidativo.

Gosto de chocolate (quem não gosta?), mas daí a pagar R$40,00 em 300 gramas de chocolate já é demais para o meu senso de irrelevância.