As 6 regras do networking eficaz em eventos de trabalho

business-networkingNum evento, tudo o que você precisa fazer é não se comportar como um chato.

É assim que Marie-Josette Brauer, fundadora do Innovation Coaching Center, resume as preocupações básicas de quem deseja fazer contatos profissionais de forma eficaz em eventos.

Segundo ela, quem é bom em networking usa o encontro para transmitir sua personalidade, encantar as pessoas e memorizar nomes e detalhes sobre elas.

São mestres, enfim, em formar vínculos subjetivos com os demais em pouco tempo.

Não que isso seja fácil – principalmente numa situação formal como a de um evento profissional. “Até pessoas muito experientes às vezes ficam tímidas nessas ocasiões”, afirma Marie-Josette.

Como, então, adequar seu comportamento e usar a oportunidade para verdadeiramente ampliar sua rede?

Um conceito básico, segundo a especialista, é o de que ninguém faz relacionamentos com empresas, mas com pessoas. “A conexão que você cria com elas permanecerá mesmo depois de elas passarem da empresa X para a Y”, explica Marie-Josette.

A melhor postura é, portanto, enxergar o encontro profissional como uma oportunidade para criar laços pessoais com um outro indivíduo – ainda que o objetivo final do relacionamento esteja, de fato, ligado às carreiras de vocês dois.

Viagens, arte, culinária – a rigor, qualquer assunto pode ‘amaciar’ as conversas e dar liga ao networking. “Sem esses ingredientes, a conversa pode ficar horrorosamente árida”, comenta Marie-Josette.

O importante, afinal, é criar uma ligação significativa com a outra pessoa – uma relação que deverá ser nutrida permanentemente. “O erro mais absurdo de todos é ativar a sua rede de contatos só quando você precisa dela”, alerta ela.

A seguir, apresentamos alguns conselhos da especialista para extrair o melhor do networking num evento:

1. Não fique mais do que 5 minutos com um conhecido
Por mais confortável que seja estar acompanhado por alguém familiar, é preciso abandonar o seu “porto seguro” depois de 5 minutos com ele. “Por que você está ali? Para conhecer pessoas novas!”, diz Marie-Josette. O momento pede que você respire fundo, vença a timidez e se lance ao desconhecido.

2. Não fique mais do que 10 minutos com um desconhecido
Conheceu alguém? A conversa está boa? Ótimo. Mas evite passar tempo demais com a mesma pessoa. “Por mais interessante que seja esse novo contato, ele não pode ocupar todo o seu tempo de networking”, recomenda a especialista.

3. Fale sobre seu perfil, não sobre seu currículo
Evento de networking não é entrevista de emprego. Tente não se apresentar como aquele que estudou na universidade X ou trabalhou na empresa Y. “É melhor mostrar o seu perfil profissional de forma ampla, falar das suas convicções e características”, explica ela.

4. Valorize os cartões de visita
Ao receber um cartão, não o guarde na bolsa mecanicamente. “É importante parar para ler o que está escrito e aproveitar para comentar ou perguntar alguma coisa sobre ele”, diz a especialista. Outra dica é anotar, no verso, algum detalhe sobre a pessoa que pode ser importante mais tarde.

5. Ouse revelar suas expectativas
“Você pode, e deve, ser bastante claro sobre o que espera daquele encontro”, afirma a especialista. Precisa de uma indicação de um curso? Quer conhecer um possível cliente? Para Marie-Josette, perguntar não ofende. Se não tiver as respostas, a outra pessoa pode, ao menos, indicar alguém que as tenha.

6. Evite falar em “nós” para se referir à sua empresa
Lembrando que o networking é feito entre pessoas, e não entre empresas, é melhor evitar falar frases como “nós estamos em 21 países” ou “nós tivemos o maior lucro da história”. Além de pedante, diz Marie-Josette, a postura não reflete a realidade: não é a sua empresa que está ali presente, é você.

Fonte: Revista Exame
Link: http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/as-6-regras-do-networking-eficaz-em-eventos-de-trabalho