7 dicas para aprender a investir melhor seu dinheiro

20131026-dinheirama-destaque-benchmark-investimentosEscolher um investimento é uma das tarefas mais árduas para quem se propõe a economizar parte do que ganha. São várias opções e cada uma é adequada a um objetivo diferente.

Uma pesquisa feita no site da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) perguntou ao internauta qual sua maior dificuldade atual em relação ao dinheiro: a) ganhar dinheiro; b) gastar de forma consciente; c) poupar; d) aplicar em produtos do mercado financeiro e e) planejar seus objetivos e orçamento.

40% dos participantes escolheram a opção “Aplicar em produtos do mercado financeiro” como a tarefa mais árdua, seguida da opção “poupar” e “gastar dinheiro de forma consciente”, com 20% cada.

Para quem quer aprender a investir com mais qualidade, a superintendente de investimentos da Anbima, Ana Leoni, lista sete dicas.

1) Defina objetivos. Para que você quer juntar dinheiro? É para a aposentadoria, para estudar, para comprar uma casa?

2) Defina seu perfil de investidor. É uma grande oportunidade de o indivíduo se conhecer. Qual o nível de tolerância a risco, o que é importante para si. Essa autoanálise é essencial.

3) Busque informações sobre todos os tipos de investimento antes de tomar a decisão de aplicar o dinheiro.

4) Tenha disciplina para atingir o objetivo. Não se consegue planejar uma viagem sem saber o destino ou quanto vai custar. Tem que fazer parte da agenda comer, tomar banho e também cuidar do dinheiro.

5) Ao investir, procure sempre ajuda profissional. É importante ter alguém que está capacitado para dar orientações, mas também é importante saber fazer as perguntas adequadas a fim de atingir seus objetivos. “Ninguém chega numa farmácia e pergunta: o que é que tem de bom aí para mim?, diz Ana Leoni.

6) Cuidado com a excessiva oferta de produtos financeiros. Investir é um pouco como escolher um automóvel. Há várias opções quando o cliente entra na loja. Quando havia um único modelo de carro, era fácil. Agora, há vários modelos de carros, como há vários tipos de investimento. Cada pessoa tem a sua necessidade. Cabe ao investidor saber o que é melhor para ele. O investidor precisa saber se tem intolerância a um investimento antes de colocar o dinheiro lá.

7) A ajuda profissional é importante, mas a decisão final tem que ser do investidor. Não se deve terceirizar essa responsabilidade. É a sua vida e o seu dinheiro.

Fonte: Uol Economia
Link: http://economia.uol.com.br/financas-pessoais/noticias/redacao/2013/10/29/confira-7-dicas-para-aprender-a-investir-melhor-seu-dinheiro.htm