Pesquisa mostra que mulheres estão ocupando mais cargos de chefia

Um estudo do IBGE revela que a desigualdade salarial entre homens e mulheres não mudou muito nos últimos dez anos. Eles continuam ganhando mais, mas em alguns setores da economia elas conquistaram espaço e passaram a ocupar mais cargos de chefia.

“Com relação a cargos de chefia, a participação de mulheres é reduzida em comparação aos homens. No entanto, em setores tradicionalmente masculinos como construção, transporte, o percentual de mulheres em cargos de direção é maior comparativamente a média nacional”, explica a pesquisadora do IBGE Cristiane Soares.

A média de mulheres em cargos de chefia no Brasil é de 5%. Nos setores da construção civil e transporte os percentuais dobram.  Depois de romper a barreira do preconceito, elas conseguem postos mais altos porque geralmente têm mais estudo do que os homens.

Quando o assunto é salário, ainda existe diferença. A desigualdade entre homens e mulheres fica mais clara na construção civil, por exemplo. Uma mulher no cargo de chefia recebe apenas 37% do que um homem no mesmo cargo receberia.

Isso se repete até em setores que

 tradicionalmente as mulheres dominam. Em educação, saúde e serviços sociais as que são chefes ganham só 60% do salário dos homens.

Inovação
O IBGE divulgou uma nova pesquisa sobre inovação nas empresas brasileiras. Pouco mais de um terço delas fizeram inovações tecnológicas entre 2009 e 2011. A falta de mão-de-obra qualificada passou a ser listada como um dos principais obstáculos para 72,5% das empresas. A Pintec (Pesquisa de Inovação) analisou 128.700 empresas. As que utilizam biotecnologia e nanotecnologia foram as que mais inovaram.

wedding_shoes

Fonte: G1
Link: http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2013/12/pesquisa-mostra-que-mulheres-estao-ocupando-mais-cargos-de-chefia.html