Por que o preço do dólar oscila?

phpThumb_generated_thumbnailPor: Beatriz Iolanda Peixoto de Freitas

Sempre que falo aos meus alunos sobre o Brasil no mercado internacional, gosto de iniciar a aula explicando porque o preço do dólar oscila; pois é o dólar que dirige as principais transações internacionais e compreendendo como se dá este fenômeno, compreende-se também o processo econômico envolvido. Mas afinal, porque existe essa variação no preço do dólar? Para se entender é necessária uma pequena explanação sobre exportações e importações. Enfatizo que essa variação não se deve somente às exportações e importações, mas estas são o motivo principal do processo.

Todos os países necessitam de Divisas, que são a quantidade de moeda (no caso o dólar) disponível para pagamentos internacionais, ou seja, para se pagar uma transação internacional são necessários dólares disponíveis, mas como o Brasil consegue os dólares para efetuar estes pagamentos? É simples, através das exportações, em que são vendidas mercadorias no mercado internacional e estas mercadorias são pagas em dólar.

Assim que isso acontece, o processo fica mais interessante. Quando o dólar entra no Brasil, este passa a não ser mais moeda e passa a ser mercadoria, pois ele pode ser comprado e vendido em Reais. Sabe-se, segundo a teoria econômica, que todas as mercadorias estão sujeitas a lei da oferta e da procura, que na forma mais simples afirma que quando existe grande quantidade de oferta do produto o seu preço cai e quando existe pouca oferta do produto o seu preço sobe, na condição de que se mantenha a procura (demanda) inalterada. Então, se existe grande quantidade de dólar no Brasil o seu preço tende a cair, acontecendo outro fenômeno, as importações começam a se elevar pois fica mais barato comprar em dólares fazendo com que desta vez o Brasil compre os produtos do mercado internacional, facilitando a saída destes mesmos dólares do país, conseqüentemente o seu preço sobe, pois a quantidade de dólar diminui.

Obs:
Artigo anteriormente publicado em 2006