No último dia 18 de março, o presidente do Tribunal de Justiça de Goiás, revogou uma liminar e declarou que o órgão não pode decidir quem vai para a UTI.
Essa decisão interfere e muito na concepção que a população tem sobre a palavra colapso.

Clique AQUI pra assisti o vídeo!